quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Já dizia o Mestre Cascudo..." O Melhor do Brasil, É o BRASILEIRO!!!"

Para turista estrangeiro, `o melhor do Brasil é o brasileiro´, diz pesquisa

Uma pesquisa encomendada pela Embratur ao instituto de pesquisas Zaytec constata que o que mais cativa o turista estrangeiro que visita o Brasil é o modo de ser, a cultura e o estilo de vida do povo brasileiro. Na pesquisa, foram ouvidos 2.405 estrangeiros de 27 países e 45% deles apontaram o brasileiro como o melhor do Brasil. Os entrevistados destacaram também as belezas naturais (23%); as praias e o mar (18%), o sol e o clima tropical (14%) e a a diversidade (9%) entre as principais atrações que oferece. Segundo a Embratur, a pesquisa Perfil do Turista Estrangeiro e a Imagem do Brasil teve como principal objetivo saber o que pensam do país os estrangeiros que o visitam e, com base nesse levantamento, traçar o perfil desse turista.. A presidente da Embratur, Jeanine Pires, disse que os dados da pesquisa são essenciais na definição de mensagens e de estratégias de promoção do Brasil no exterior nos próximos anos, pois o país terá uma enorme exposição com a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016. O Rio de Janeiro é a cidade mais lembrada pelos turistas e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pela primeira vez, foi a personalidade mais citada pelos estrangeiros. Em seguida, vem o ex-jogador de futebol Pelé, que pela primeira vez não foi o primeiro mais lembrado e Ronaldo, do Corinthians. “A pesquisa mostra que, apesar dos grandes desafios que ainda temos, mais de 90% dos turistas estrangeiros gostam de vir ao Brasil e recomendam a viagem a amigos e parentes. E o povo brasileiro é o maior atrativo que temos”, disse, por sua vez, o ministro do Turismo, Luiz Barretto. Depois do Rio, as cidades mais citadas foram São Paulo (16%), Salvador (5%), Florianópolis (3%) e Fortaleza (3%). Quanto aos símbolos nacionais, foram apontados a bandeira brasileira (24%), o Cristo Redentor (17%), o futebol (7%) e o Corcovado/Pão de Açúcar (6%).

Da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário