sexta-feira, 1 de abril de 2011

Turismo criar oportunidades de negócios para a Copa

A Copa do Mundo trará 448 oportunidades de negócios no turismo, como gastronomia, artesanato e transportes, além de movimentar a criação em outros setores (construção civil e tecnologia da informação, por exemplo). A competição poderá elevar a participação das pequenas companhias no PIB e estimular o ganho de competitividade e a incorporação de novas tecnologias. Os dados foram apresentados por uma pesquisa da Fundação Getulio Vargas, encomendada pelo Sebrae. O presidente do Sebrae, Luiz Barreto, espera que as pequenas empresas abocanhem, ao menos, 20% do investimento previsto para as obras (R$ 33 bilhões) e o mesmo percentual da movimentação econômica ligada à Copa, estimada em cerca de R$ 150 bilhões. Para estimular as pequenas empresas a aproveitar as oportunidades, o Sebrae tem um orçamento de R$ 79,3 milhões para fazer seminários e cursos nas 12 cidades que serão sede do Mundial. A ideia é colocar juntos os potenciais fornecedores e as grandes empresas responsáveis pelas obras de infraestrutura e de estádios. Na área de construção, as pequenas empresas podem, aponta o estudo, realizar projetos, implantar o canteiro de obras, prover insumos etc. Já na área de turismo, as empresas podem explorar transporte, agenciamento de viagens e eventos. Em TI, há potencial para fornecer serviços de TV, internet e suporte, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário