terça-feira, 27 de dezembro de 2011

JOAQUIMTUR DIZ: Carnaval // Governo se reúne com grupos


A melhor prévia carnavalesca do ano acontece amanhã. A secretária Extraordinária de Cultura, Isaura Rosado, reúne integrantes de escolas de samba, blocos carnavalescos, agremiações e tribos de índios para discutir o Edital Prêmio Carnaval Potiguar 2012. A iniciativa - inédita no Estado - pretende sistematizar o apoio ao período momesco e repartir, igualmente, R$ 500 mil entre região metropolitana e interior potiguar. A reunião acontecerá às 14h no Teatro de Cultura Popular Chico Daniel, anexo à Fundação José Augusto. Outro fato inédito nesta semana será a assinatura da governadora Rosalba Ciarlini sancionando a Lei que cria o Fundo Estadual de Cultura (FEC), aprovado na Assembleia Legislativa no início deste mês. A solenidade acontece na quinta-feira, às 9h, no Palácio Potengi (Pinacoteca do Estado). Mesmo com a assinatura, Isaura Rosado acha difícil o orçamento entre R$ 12 milhões e R$ 15 milhões do FEC estar disponível no período do carnaval. Portanto, a fonte de orçamento do Edital ainda é incerta. Mas após um ano sem apoio do Governo do Estado ao carnaval, os recursos estão garantidos. O Edital está em fase de elaboração. Muita coisa está definida. A base para montagem é o edital do carnaval cearense, implantado há vários anos. "Mas vamos nos submeter às sugestões dos participantes do carnaval para fecharmos o nosso edital, tal qual fizemos com os interessados em participar dos editais de publicação da FJA e o Prêmio RN Junino 2011. Queremos conversar e ouvir as sugestões por entendermos que esse é o processo mais democrático no incentivo às manifestações populares, através de Edital, e o diálogo se insere nessa proposta", disse. Isaura adiantou que a média de grupos carnavalescos em busca de apoio é de 60 para todo o Estado. Os recursos serão divididos em festas, blocos, escolas de samba, tribos e índio e apoio aos municípios. O valor para cada bloco ou escolas de samba podem variar conforme número de foliões participantes, número de apresentações públicas e tradição. Caso o FEC seja implantado a tempo, os previstos R$ 500 mil já serão sacados do percentual de 30% para atendimento, através de editais. (SV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário