quarta-feira, 23 de setembro de 2009

TURISMO RELIGIOSO EM EXTREMOZ

O turismo religioso e de eventos vai movimentar a cidade de Extremoz, na Grande Natal, com a realização do espetáculo teatral, o "Auto da aldeia de Guajiru - a batalha de São Miguel Arcanjo". A encenação será no dia padroeiro, São Miguel Arcanjo, comemorado em 29 de setembro, nas ruínas da antiga igreja católica, centro da cidade, às 20h.

Para o diretor do espetáculo, o artista visual, Ricardo Veriano, a palavra resgate não seria a mais apropriada para definir o espetáculo, pois ainda existe muita coisa viva, desde a própria lagoa de Extremoz, as lendas pagãs e bíblicas, às estórias contadas até por crianças. "Então, na verdade, o espetáculo não objetiva resgatar a cultura e sim ir ao encontro dela, visível aos olhos dos mais sensíveis", argumentou o diretor.

O cenário, uma apologia à lagoa, terá a participação de 120 figurantes e será aberto com um poema da escritora Palmira Wanderley. Os destaques do evento será o encontro de todos os santos dos distritos de Extremoz com São Miguel Arcanjo e a história do personagem Dedé do Araçá. Ele é um cego conhecedor de toda a bíblia sem nunca ter lido, e é quem narra todo o espetáculo,

O espetáculo contará com efeitos especiais e elementos cênicos, com cavalos em cena em um espaço de aproximadamente 13 metros de edifício teatral, num cenário montado nas ruínas.

As ruínas da antiga Vila, capela de São Miguel e convento de Extremoz foram tombadas em 18 de Dezembro de 1990. A atual Matriz de São Miguel foi considerada pelo escritor e historiador Luís da Câmara Cascudo como a mais bela igreja colonial do Estado. Ela foi erguida no estilo barroco e servia de igreja residência dos jesuítas. Foi nessa igreja que o índio Poti, Antônio Felipe Camarão, foi batizado na manhã de 13 de junho de 1612. Aos 30 anos recebeu os nomes de Antônio em homenagem ao santo do dia, Felipe em homenagem ao rei Felipe da Espanha e "Camarão" a tradução de seu nome (Poti). Mais tarde casou-se, na mesma igreja, com Clara, índia de nação potiguar.

*Fonte:www.destinodosol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário