sábado, 20 de novembro de 2010

Fiéis farão vigília e procissão fluvial

Amanhã milhares de devotos se reúnem para o encerramento da festa de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira de Natal. As comemorações têm início à zero hora, na Pedra do Rosário, com vigília. Às 4h30, haverá a procissão fluvial, no Rio Potengi, e em seguida uma missa.
Emanuel AmaralPara o encerramento dos festejos a NS da Apresentação são esperadas vinte mil pessoasPara o encerramento dos festejos a NS da Apresentação são esperadas vinte mil pessoas
Pela manhã ainda haverá missa, às 7h30, na antiga Catedral e, às 10 h, na Catedral. Às 14h, começará a caminhada, partindo do Santuário dos Mártires, no bairro de Nazaré, com destino à Catedral, onde, às 17h, haverá missa, presidida pelo Arcebispo, Dom Matias Patrício de Macedo. A expectativa da Arquidiocese de Natal é que cerca de 20 mil pessoas compareçam ao último dia de festa. A programação começou no último dia 11 e nesse período, diariamente, foram realizadas caminhadas, missas, Ofício de Nossa Senhora, Terço, novena. “Essa é a 257ª edição da festa da nossa padroeira. E ao longo dos anos o povo de Deus tem marcado presença nessas comemorações. E este ano não foi diferente, a população tem comparecido às missas e às novenas. Para se ter uma ideia, diariamente, cerca de duas mil pessoas acompanharam a programação religiosa. E ainda teve a programação cultural com realização de shows, a feirinha”, disse o vigário paroquial da catedral nova, padre Jailton Soares. Ainda segundo o padre, festejar o santo padroeiro é uma forma de celebrar e agradecer a Deus. “Os santos são os exemplos que Deus nos mandou para serem seguidos. E Maria é o maior exemplo. Ela abandonou tudo para seguir a Deus”, disse o vigário. A dona de casa Maria de Lourdes de Souza Bezerra, de 84 anos, já perdeu as contas de quanto tempo é devota de Nossa Senhora. “Quando eu era solteira e morava na Redinha já vinha para as novenas. Depois que casei continuei a participar”, diz Lourdinha. Ela disse ainda que todos os dias recebe graças de Nossa Senhora da Apresentação e que por isso é preciso agradecer. “Só o fato de estar viva, já é uma graça. Mas ainda recebi um presente maior. Há muito tempo me submeti a uma cirurgia bem difícil no intestino. No dia da operação, quando já estava na sala de cirurgia, antes de receber a anestesia, olhei para o lado e vi a imagem de Nossa Senhora. Tenho certeza que ela interferiu positivamente na minha cirurgia”, disse. Conta a tradição que pescadores estavam pescando no Rio Potengi, na manhã do dia 21 de novembro de 1753, quando lançaram a rede e, ao puxá-la, encontraram um caixote que estava encalhado numa pedra, local hoje conhecido como Pedra do Rosário. Dentro do caixote havia uma imagem de Nossa Senhora, com um menino no colo. Junto à imagem havia a seguinte mensagem: “Onde esta imagem parar, nenhuma desgraça acontecerá”. O vigário da Paróquia naquela época, o padre Manoel Correia Gomes, informado sobre a descoberta, foi ao local e levou a imagem para a Igreja Matriz, sabendo que se tratava de uma imagem de Nossa Senhora do Rosário. Porém, a padroeira da cidade ficou conhecida por NS da Apresentação porque no calendário litúrgico da Igreja, o dia 21 de novembro é o dia em que se festeja a apresentação da Mãe de Jesus no Templo, quando tinha 12 anos de idade. A devoção a NS da Apresentação, na capital potiguar, existe, portanto, há mais de 250 anos. Quando da criação da Diocese de Natal, em 1909, ela logo foi nomeada padroeira da primeira Diocese do RN. http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/fieis-farao-vigilia-e-procissao-fluvial/165571

Nenhum comentário:

Postar um comentário