segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Missa da padroeira de Natal reúne 15 mil fiéis

Gente de todas as idades, acenando com lenços brancos e azuis saudando a padroeira Nossa Senhora da Apresentação. Eram crianças, adultos, idosos e até pessoas com deficiência, usando bengalas e andadores, que não se curvaram diante das dificuldades de sair de casa ontem, pela madrugada, sem nenhum acesso a ônibus, e foram até o centro da cidade participar da tradicional missa da Pedra do Rosário, às margens do rio Potengi. Segundo cálculos do Corpo de Bombeiros, cerca de 15 mil pessoas estiveram presentes no encontro. A prefeita de Natal, Micarla de Souza esteve presente e acompanhou toda a cerimônia, ao lado das autoridades eclesiásticas. Já a missa de encerramento ocorreu às 17h, em frente à Catedral Metropolitana, após um cortejo que saiu da basílica dos Mártires, no bairro de Nazaré(Foto:Canindé Soares) O domingo de homenagem à padroeira de Natal foi especial na vida de todo católico natalense que acompanhou a procissão e, às 5h, participou da missa presidida pelo monsenhor Agnelo Dantas, pároco de Nossa Senhora da Apresentação. Um exemplo foi o aposentado da Marinha do Brasil Everaldo Borges, 78. Devido a uma fratura no fêmur, perdeu as forças na pernas e só caminha com a ajuda de um "andador". Ao lado da filha Lígia Moreno que levava no colo o neto Gabriel Moreno, de apenas 6 meses, ele disse que desde os 10 anos de idade frequenta a missa. Mas reclama das dificuldades de acesso para deficientes. Ele chegou no local às 23h do dia anterior para poder acompanhar a missa sentado no próprio carro. A anciã Josefa Souza da Silva, 86, também fez esforço para permanecer no local. Ela disse que esse é um pequeno sacrifício que "vale a pena porque Deus recompensa". Outro exemplo é o do porteiro Ednaldo Pereira de Souza que veio de São Gonçalo do Amarante de carona e caminhou 40 minutos até a pedra do Rosário. Na avaliação do padre Aerton Sales, pároco da Catedral Metropolitana, a cada ano a festa tem crescido em número de fiéis, havendo uma maior participação das paróquias e grupos pastorais, além de muita gente vinda do interior. "Apesar das dificuldades de acesso com os fiéis tendo que se deslocar de suas casas ainda pela madrugada, este foi um grande momento de integração, no qual a comunidade reuniu em comunhão", define o sacerdote. http://www.diariodenatal.com.br/2010/11/22/cidades13_0.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário