quinta-feira, 28 de abril de 2011

JOAQUIMTUR LEMBRA QUE HOJE, DIA 28 DE ABRIL - Dia Nacional da Educação

Hoje, dia 28 de abril, o Brasil comemora o Dia Nacional da Educação. Ainda temos muito o que fazer: apesar de 98% das crianças brasileiras já estarem no Ensino Fundamental, a qualidade do ensino nem sempre é suficiente. Afinal, menos de 6% das escolas brasileiras têm Ideb acima de 6, que é a nota mínima para que a escola seja considerada boa. Além disso, apenas 27% dos brasileiros entre 15 e 64 anos são considerados plenamente alfabetizados, mostrando que muitos alunos passam pela escola sem, de fato, aprender. Esta situação precisa mudar: afinal, a Educação é o caminho para o desenvolvimento do país e de cada um de seus cidadãos. Ensino privado deve movimentar R$ 43,61 bilhões em 2011

No Dia Mundial da Educação, o IBOPE Inteligência divulga pesquisa sobre o potencial anual de gastos com mensalidades e matrículas escolares no Brasil com dados do Pyxis Consumo, ferramenta que avalia o potencial deste mercado. De acordo com a pesquisa, o setor deve movimentar R$ 43,61 bilhões em 2011, o que representa um consumo per capita de R$ 267,68.

Anualmente, o Pyxis Consumo gera estimativas de potencial de consumo para o varejo em 50 diferentes grupos de produtos. A estimativa para mensalidade e matrícula escolar inclui número de domicílios em área urbana e potencial de consumo per capita, por região e por classe social.

Classe social

A classe B, responsável por 23,5% dos domicílios urbanos, é a que apresenta maior potencial de consumo neste segmento: 58,57% de todo potencial de consumo provêm dela. A classe C, com 50,4% dos domicílios em áreas urbanas, responde por 17,9% do potencial de consumo da categoria, enquanto a classe A (2,5% dos domicílios) tem potencial de 21,93% e a DE (23,6% dos domicílios), de 1,6%.

Consumo por região

Por região, o estudo mostra que o Sudeste tem o maior potencial de consumo, com 60%, seguido de Sul e Nordeste, ambos com 14%. O Centro-Oeste tem um potencial de 8% e, o Norte, de 4%. O consumo per capita da região Sudeste é de R$ 348,04/ano, aproximadamente 132% a mais do que as regiões Norte e Nordeste (respectivamente R$ 149,89 e R$ 149,59).

O cruzamento de dados por região e classe social mostra que a classe B tem maior potencial e a classe DE tem o menor potencial de consumo em todas as regiões pesquisadas. Nível de escolaridade Em relação ao grau de escolaridade, 59,30% da população brasileira é analfabeta ou tem o ensino fundamental incompleto, 13,96% tem o ensino fundamental completo, 20,51% o ensino médio completo, e 6,23 o ensino superior completo.

Na região Sul os números são um pouco melhores. Os analfabetos e com ensino fundamental incompleto são 55,88% da população, e os que têm ensino superior completo são 7,20%.

http://www.economiasc.com.br/index.php?cmd=financas-pessoais&id=5852

Nenhum comentário:

Postar um comentário