domingo, 31 de julho de 2011

JOAQUIMTUR DIZ: A palavra de ordem é viajar!!!

Facilidades fazem com que as viagens entrem no orçamento doméstico dos potiguares Sérgio Henrique Santos //sergiohenrique.rn@dabr.com.br
Evilázio Júnior costuma viajar duas vezes por ano, para destinos como Argentina, Uruguai, Andes, Chapada dos Veadeiros (GO) e Piranhas, no vale do rio São Francisco (na foto) Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação
O fim de tarde num charmoso café com um casal de amigos no cruzamento das ruas Santa Fé e Callao, no centro de Buenos Aires, é uma das imagens marcantes que o funcionário público Evilásio Xavier Cruz Júnior tem de suas inúmeras viagens pela América Latina. O clima intimista das ruas e avenidas da capital da Argentina e a forma saudável com que as pessoas vivem também chamaram a atenção dele. "Me encantei com a forma como eles envelhecem. Enquanto aqui as pessoas mais velhas costumam ficar em casa, lá elas saem às ruas, vão aos chás com amigos, se vestem bem, são ativos. Ou seja, participam da vida da cidade", disse. Gostar do tango, dos museus, da cultura argentina e de outros países que visitou por conta própria, como Uruguai, Paraguai, e da cordilheira dos Andes (Bolívia e Peru) é uma obstinação de Evilásio, que também se dedica a viajar pelo Brasil afora. "Geralmente viajo duas vezes por ano. Este ano optei no Carnaval pela Chapada dos Veadeiros (GO) e no feriadão de Corpus Christi pelos cânions do Xingó (SE) e Piranhas, no São Francisco (AL). Minha próxima viagem será ao Chile", planeja. O relato de Evilásio retrata um pouco do que se tornou um hábito da classe média de Natal. Antes restrito às pessoas com maior poder aquisitivo, viajar pelo Brasil e pelo mundo se torna cada vez mais um atrativo para todos os bolsos. O mercado comemora o bom momento. Bárbara Godeiro, gerente de uma loja da CVC Turismo no shopping Cidade Jardim, disse que a expectativa é das melhores. "Desde maio os pacotes de final de ano vem sendo procurados. As pessoas agora já buscam pacotes para o Carnaval e Semana Santa 2012", informou. No Brasil, os destinos mais requisitados são a Serra Gaúcha, que agrega os eventos Natal-luz, e o Rio de Janeiro, onde acontece a tradicional queima de fogos no Reveillon da praia de Copacabana. No exterior, Buenos Aires, na Argentina, Portugal, Espanha e França, na Europa, e os Estados Unidos são a bola da vez. "As pessoas compram muito para viajar durante esses três meses, dezembro, janeiro e fevereiro. Os pais aproveitam pra viajar porque os filhos estão de férias", disse Godeiro. "O natalense começa a inserir as despesas com viagens no orçamento familiar. Com a facilidade no pagamento dividido em até 10 parcelas, ele já começa a pagar hoje a viagem que planeja fazer no ano que vem", aponta Ana Carolina Costa, presidente da Agência Brasileira dos Agentes de Viagens (Abav-RN), que reúne 77 agências filiadas em todo o Estado. Para se ter uma ideia do quanto os natalenses procuraram com antecedência os destinos turísticos, pacotes para o final do ano, por exemplo, já estão praticamente esgotados. "Agora em julho as pessoas que procuram as agências já estão interessadas em saber para onde vão na Semana Santa", revela Ana Carolina. Exterior O principal motivo econômico do crescimento das viagens para o exterior é a valorização da moeda brasileira frente a moedas fortes estrangeiras. Hoje, um dólar vale menos que R$ 1,60 e o euro gira em torno de R$ 2,34, oque faz com que aumentem os custos de permanência dos estrangeiros no Brasil, e barateia a presença de brasileiros lá fora. E como a procura por viagens ao exterior cresce entre 30 e 40% a cada ano, houve um incremento na procura por pacotes para os destinos mais requisitados. A Argentina lidera, seguido de Portugal, Espanha e França, e dos Estados Unidos (cidades como Nova York, Orlando, Miami e Las Vegas). O segredo para viajar mais e pagar menos se resume em uma palavra: programar. "Quem se programa consegue melhores preços nos hotéis e aeronaves. Aqui no Brasil a bola da vez é o Rio de Janeiro. Atualmente é barato viajar para o Rio, mas a desvantagem é o preço da hospedagem".

Nenhum comentário:

Postar um comentário