sexta-feira, 24 de julho de 2009

Prodetur oferece cursos gratuitos na área de turismo

O Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), que tem ajudado a dar fôlego a projetos de saneamento, urbanização e infraestrutura, voltou o foco também para a educação, prometendo qualificar 11.387 pessoas para trabalhar no turismo do Rio Grande do Norte. Segundo o coordenador do Programa no estado, Carlos Alberto Medeiros, a expectativa é que cerca de US$ 3,86 milhões (o equivalente a R$ 7,33 milhões) sejam investidos em cursos gratuitos para a população. Nove municípios serão beneficiados. Em Natal, Parnamirim e São Gonçalo do Amarante, onde a expectativa é qualificar 7.662 pessoas, com investimento de US$ 2,8 milhões (R$ 5,32 milhões), os cursos devem ter largada dentro de 60 ou 90 dias. A licitação para contratar a empresa ou instituição que vai oferecer a capacitação nesses três municípios será realizada hoje. “A intenção é qualificar pessoas que já trabalham e aquelas que planejam ingressar na área. O foco do programa é incentivá-las para que prestem serviços de qualidade ao turista”, frisa o coordenador. Em outros seis municípios os cursos serão oferecidos pelo Senac e estão sendo iniciados este mês. A oferta inclui cursos de inglês, francês e italiano (olha a COPA aí gente...) outros como barman, auxiliar de cozinha, camareira e orientador ou guia de turismo. Cerca de US$ 1,06 milhão (R$ 2,01 milhões) será investido em Touros, Maxaranguape, Extremoz, Ceará-Mirim, Nísia Floresta e Tibau do Sul para capacitar 3.716 pessoas. “Os interessados deverão procurar as prefeituras”, observa Medeiros. Prodetur O programa de qualificação é uma das ações desenvolvidas com recursos do Prodetur II, que será executado até junho do próximo ano e cujo contrato com o estado chega a US$ 39,07 milhões (R$ 74,23 milhões). Mais da metade desse dinheiro foi investido em obras de infraestrutura, o que incluiu projetos de saneamento que estão em execução ou prestes a começar nas praias de Tibau do Sul, Pipa, Redinha, Redinha Nova, Pirangi, Cotovelo e Pium. Na primeira edição do programa, o total liberado para o estado chegou a US$ 41,87 milhões (R$ 79,55 milhões) e serviu para ampliar o Aeroporto Augusto Severo e para urbanizar, sanear e executar obras de drenagem em Ponta Negra. O Prodetur é um programa de crédito para estados e municípios que tem o objetivo de criar condições favoráveis à expansão e melhoria da atividade turística e também de melhorar a qualidade de vida das populações residentes nas áreas beneficiadas. O programa é financiado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e tem o Banco do Nordeste como órgão executor. A expectativa é que a terceira edição traga US$ 75 milhões (R$ 142,5 milhões) para o estado, sendo US$ 45 milhões (R$ 85,5 milhões) do BID, US$ 27 milhões (R$ 51,3 milhões) do Ministério do Turismo e US$ 3 milhões (R$ 5,7 milhões) de contrapartida do Estado. O dinheiro deverá ser investido no período de 2010 a 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário