segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Turismo virtual pelo celular

Basta ter um telefone celular à mão para que se possa fazer um passeio turístico e histórico pelo tempo e conhecer em detalhes como era um determinado monumento, por exemplo, na Idade Média - época em que nem o maior visionário de todos os visionários teria a premonição do advento da internet. Mas os dias atuais são marcados cada vez mais por essa ferramenta tecnológica da informática e, por meio dela, aplicativos como o iTacitus e o Google Earth acabam de disponibilizar o chamado turismo virtual. Ou seja: é possível visualizar na tela do celular uma edificação histórica e suas ruínas em diferentes momentos de sua existência, ou, então, experimentar a comodidade de "entrar" em uma galeria de arte e observar os mínimos detalhes de algumas obras, sem se levantar do sofá de casa. Sabe-se que o escritor Machado de Assis descreveu como ninguém e com inimaginável rigor e precisão os museus da Europa, sem nunca ter saído do Rio de Janeiro. Machado devorava livros. Dá para imaginar o que ele faria com esse recurso atual sobre a sua escrivaninha. Desenvolvidos por um consórcio de empresas europeias, tanto o iTacitus quanto o Google Earth se valem da mesma tecnologia: satélites. Ocorre, porém, que o primeiro se diferencia por um sistema digital inovador de reconhecimento de imagens para a identificação de diversos pontos turísticos. Estando-se em Roma, por exemplo, é só mirar com o celular as ruínas do Coliseu para que a câmera do aparelho, com a tecnologia do aplicativo iTacitus, seja automaticamente ligada e exiba a edificação no ano 85 d.C. Ao lado da imagem, vem o texto: fica-se sabendo que naquele local havia combates entre gladiadores que eram recompensados por se exibirem. As informações foram conferidas por equipes de historiadores que trabalham em parceria com o iTacitus. Outra atração está na região italiana do Piemonte. Nela o visitante poderá apontar o celular para o Reggia di Venaria Reale, um dos mais belos palácios da Europa, e verá na tela de seu aparelho a construção original de 1658, segundo desenho do arquiteto Amedeo di Castellamonte. Saberá que o palácio foi erigido por encomenda do duque Carlos Emanuel II. Enquanto o iTacitus agrada aos turistas que rodam o mundo, o Google Earth é uma alternativa para quem deseja viajar sem sair de casa. Esse aplicativo pode ser baixado para smarthphone ou notebook. Acessandose a internet, ele fornece um campo de busca para o internauta digitar qualquer ponto turístico do planeta que deseje conhecer. A mais recente atração é o Museu do Prado, em Madri: é possível contemplar, virtualmente, 15 obras-primas em altíssima resolução. No quadro "As Meninas" (Diego Velázquez) dá para admirar até mesmo a costura do lenço que está na tela - na tela pintada, no museu, e, agora, na tela escolhida no celular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário