segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Programa BNB de Cultura seleciona 258 projetos no NE; 37 no RN

Um total de 258 projetos, entre 2.974 inscritos, foi selecionado pelo BNB de Cultura (Edição 2010). O Programa apoia a produção e difusão da cultura nordestina, por meio de seleção pública de projetos nas áreas de Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Literatura, Música e Artes Integradas ou Não-Específicas. A lista de projetos selecionados está disponível no portal do BNB (www.bnb.gov.br).

Do total de 258 projetos, foram aprovados 51 de Artes Cênicas, 39 de Artes Visuais, 23 de Audiovisual, 35 de Literatura, 57 de Música e 53 de Artes Integradas ou Não-Específicas. Os 258 projetos selecionados procedem de 127 cidades diferentes.

Entre 314 inscritos no Rio Grande do Norte, foram contempladas 37 propostas, de 16 municípios, sendo nove de Artes Cênicas, cinco de Artes Visuais, dois de Audiovisual, cinco de Literatura, sete de Música e nove de Artes Integradas ou Não-Específicas. O Estado foi o terceiro em número de projetos selecionados, depois da Paraíba e Bahia.

A lista de cidades norte-rio-grandenses com projetos contemplados abrange: Acari, Alexandria, Angicos, Apodi, Assu, Bom Jesus, Caiçara do Norte, Caicó, Campo Redondo, Carnaúba dos Dantas, Carnaubais, Ceará-Mirim, Cruzeta, Currais Novos, Dr. Severiano Melo, Extremoz, Felipe Guerra, Goianinha, Japi, Jardim do Seridó, José da Penha, Lages Pintadas, Lagoa Nova, Lajes, Luis Gomes, Macaíba, Macau, Major Sales, Martins, Maxaranguape, Mossoró, Natal, Paraná, Parelhas, Pau dos Ferros, Pedro Velho, Pilões, Riacho da Cruz, Santa Cruz, Santa Maria, Santo Antônio, São Bento do Norte, São Bento do Trairi, São Gonçalo do Amarante, São Paulo do Potengi, São Pedro do Potengi, São Tomé, Severiano Melo, Tabuleiro Grande, Tangará, Tenente Ananias e Tibau do Sul.

Para a seleção dos projetos culturais, segundo a assessoria do Banco, foram considerados os seguintes critérios: qualidade técnica e/ou artística; atendimento de interesse da comunidade; ações e investimentos dos recursos financeiros voltados prioritariamente para municípios da área de atuação do BNB (região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo), menos providos de atividades culturais; formação ou aperfeiçoamento profissional; viabilidade físico-financeira; condições de sustentabilidade; ineditismo da proposta; e potencialidade de consolidação da imagem do BNB e do BNDES junto à sociedade.

Da Redação do DIARIODENATAL.COM.BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário