domingo, 26 de junho de 2011

JOAQUIMTUR EM JULHO VISITARÁ SANTUÁRIO DE FREI DAMIÃO - GUARABIRA/PB

SANTUÁRIO DE FREI DAMIÃO
Pio Giannoti, filho dos agricultores Félix e Maria Giannoti, nasceu a 5 de novembro de 1898, na cidade de Bozzano, ao norte da Itália e na casa paterna viveu até completar os 16 anos de idade, quando ingressou no Convento de Villa Basílica, para principiar os estudos religiosos. Ali se demorou até 5 de agosto de 1923, quando se fez frade capuchinho.

Em 1931, Damião se despediu dos familiares e pátria e embarcou para o Brasil e chegando à cidade do Recife, ingressou no Convento dos Capuchinhos. Desde esse momento começou a pregar e a evangelizar no Nordeste brasileiro, nas missões às quais acorriam milhares de pessoas pobres. Umas participavam dessas sagradas missões, para ouvir os seus sermões, e outras o faziam buscando um milagre para mitigar-lhes a dor e o sofrimento físicos. Tornou-se santo aos olhos de multidões. A 21 de maio de 1997, sofreu uma parada cardiorrespiratória e exalou seu último suspiro, no Hospital Português, na cidade do Recife. O seu corpo desceria à tumba em 4 de junho, na Capela de Nossa Senhora da Graças, no Convento do Pina.

HOMENAGEM AO CAPUCHINHO
Em virtude das muitas missões realizadas pelo frade Damião de Bozzano, acompanhado do fiel amigo e escudeiro frei Fernando, na região polarizada por Guarabira, o nosso povo quis homenageá-lo e encontrou na pessoa do monsenhor José Nicodemos, atual pároco de Alagoa Grande, a pessoa certa para tal realização. Assim, o poder público municipal adquiriu por compra o terreno na Serra Mata Limpa, vizinha à Serra da Jurema, pico culminante do município, e ali deu início a 25 de março de 2000, à construção da estátua de Damião, graças ao projeto do arquiteto Alexandre Azedo de Lacerda e sob a responsabilidade do engenheiro Argemiro Brito de França Grandes romarias foram feitas, da catedral da Luz até a Serra Mata Limpa, com o povo conduzindo tijolos e pedras, depositadas no local da fundação da estátua, enquanto outra parcela do povo fazia generosas doações em dinheiro, para acelerar a construção. Conforme sempre afirmou o monsenhor, nem todos os padres eram favoráveis à construção da estátua (750 toneladas) segunda maior do país, com 34 metros de altura (22m da estátua e 12m do pedestal), após a do Cristo Redentor, na cidade do Rio de Janeiro. Sob ela, foi construído um museu que exporia objetos pessoais do frade capuchinho, fotografias e objetos religiosos, para a visitação de turistas e romeiros nordestinos, principalmente. Do alto do Santuário que se compõe de casa de ex-votos, capela da Mãe Rainha, praça de celebrações, estações da via sacra, museu e estátua, podemos contemplar as serras vizinhas onde ainda existem resquícios de Mata Atlântica, a cidade de Guarabira e muitas outras num raio de 50 quilômetros. Inaugurada em 19 de dezembro de 2004, é o ponto turístico de maior evidência de nossa região, para onde acorrem milhares de turistas e romeiros, através da rodovia estadual PB-55 (Guarabira/Pirpirituba) ou pelo bairro Novo e Cruzeiro, onde estão as estações. É administrado atualmente pelo padre Gaspar Nunes da Costa e graças a decreto do Administrador Apostólico da Diocese, Dom Jaime Vieira Rocha, foi elevado a Santuário Diocesano, em 2007, pelo que se pode ali realizar atualmente, batizados e casamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário