terça-feira, 28 de junho de 2011

JOAQUIMTUR LEMBRA VIVA SÃO PEDRO!!! - Paróquia do Alecrim homenageia São Pedro, o padroeiro do bairro!!!

Não tão festiva quanto as celebrações do dia de São João, as festividades pelo dia de São Pedro não deixam de arrastar tradição ao longo do tempo, perpetuando a fé e a crença da proteção do santo às famílias e à Igreja Católica. Segundo o padre Islan Alves Gonçalves, da paróquia natalense que leva o nome do santo, a comemoração anual vem ganhando força a cada ano que passa. "Estaremos encerrando no dia de São Pedro o novenário preparatório para essa grande festa. Teremos hoje, às 19h, a penúltima missa, antecedendo o grande dia 29", anima-se o pároco. E o ponto alto das comemorações acontece com a missa rezada pelo arcebispo de Natal, Dom Matias Patrício, e a procissão que percorre as ruas do bairro da paróquia, o Alecrim.
Comemorações continuam hoje, com novena, e terão ponto alto na quarta-feira Foto:Ana Amaral/DN/D.A Press
Segundo informações do padre Islam, a celebração eucarística do dia 29 começa às 6h30 da manhã, com a bênção das chaves na Igreja de São Pedro. "Vamos fazer menção da autoridade conferida a São Pedro e trazer essa bênção para dentro das nossas casas. Afinal, ele recebeu as chaves do céus,e intercede junto ao Pai para que nós sejamos abençoados", acredita o padre. Seguindo a programação, às 16h, a procissão em homenagem ao santo ocorre pelas ruas do bairro do Alecrim. Já às 17h, logo após a procissão, acontece o encerramento dos festejos na igreja de São Pedro, com a presença do arcebispo de Natal, Dom Matias Patrício, que vai celebrar a missa final utilizando-se de uma liturgia que relembra a martirização do "santo homem". "Acho importante dizer também que neste ano a paróquia de São Pedro comemora 92 anos de existência, o que é mais um motivo de alegria para a Igreja Católica e os devotos", frizou o padre. Apóstolo São Pedro, o apóstolo e o pescador do lago de Genesaré, cativa seus devotos pela história pessoal. Homem de origem humilde, ele foi apóstolo de Cristo e depois encarregado de fundar a Igreja Católica, tendo sido o primeiro Papa da instituição religiosa. Considerado o protetor das viúvas, dos pescadores e das famílias, as festividades que relembram o santo ocorrem anualmente no dia 29 de junho, data em que se acredita que o mártir tenha sido sacrificado por defender a fé em Jesus Cristo. "É costume relembrarmos a morte desse santo intercessor, sem nunca esquecer o fato de que ele se achou indigno de morrer na cruz na mesma posição em que Cristo foi crucificado. Ele foi fincado de cabeça para baixo", conta o padre Islan, da paróquia de São Pedro. Com a realização de grandes procissões, os fogos e o pau-de-sebo são as principais atrações de sua festa. " A celebração se dá justamente porque durante a sua vida foi-lhe dada a chave do Reino dos céus, ou seja, ele tem em suas mãos o poder para abençoar a igreja", explica o padre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário