quinta-feira, 23 de junho de 2011

Vem Aí... CIRCO TIHANY em NATAL/RN, a partir de 1º de Julho.

Se a temporada do Circo Tihany estivesse começando hoje, esse texto poderia perfeitamente começar com o velho bordão que pergunta: "Hoje tem espetáculo?" Mas a 'marmelada' e a 'goiabada' anunciada pelo 'palhaço ladrão de mulhé' entra no cardápio de lazer do natalense a partir do dia 1º de julho, quando o respeitável público poderá conferir o espetáculo "AbraKadabra". Como o próprio título sugere, o ilusionismo domina boa parte dos números, cerca de 50% a 60%, mas há muito mais o que ver embaixo de uma das lonas mais famosas da América Latina, que está sendo montada na BR 101 - próximo ao Pórtico dos Reis Magos na entrada da cidade.
Criado há 57 anos no interior de São Paulo, pelo mágico húngaro Franz Czeisler, 93 - ainda vivo -, o Tihany Spetacular está de volta ao Brasil após treze anos em turnês por outros países: "O espetáculo está todo renovado. Novos números foram incorporados de companhias e grupos especialmente selecionados em grandes festivais circenses do mundo, como o de Monte Carlo (Principado de Mônaco), considerado a maior vitrine para artistas de circo", disse o produtor paulista Nilton Pacheco, que acompanha a turnê do Tihany pelo Nordeste. As duas horas da "AbraKadabra" são divididas em 18 atos, onde 76 artistas de 25 nacionalidades, mais 24 bailarinas, se revezam em performances de malabarismo, acrobacias, humor, contorcionismo, mágica, entre outras surpresas. "Temos o grande número do desaparecimento de um helicóptero (tamanho natural)", adianta Pacheco. Visto como o maior circo da América Latina, reconhecido mundialmente por sua tradição e originalidade, o Tihany está no hall dos circos modernos, do quilate do Cirque du Soleil, que evidenciam o gestual e as performances teatrais ao invés de explorar animais amestrados. A trilha sonora do espetáculo foi gravada pela trilha Orquestra Filarmônica de Berlim, e os números de dança "são fruto de pesquisas em instituições tradicionais como o balé Bolshoi, da Rússia, e a Academia Real de Dança, na Inglaterra", contou Richard Tihany, ilusionista, herdeiro e diretor executivo do Tihany, cujo projeto da estrutura circense foi desenvolvida na Itália. Estrutura A temporada em Fortaleza encerra no próximo dia 26 de junho, mas uma segunda lona já está sendo erguida na capital potiguar para agilizar os trabalhos; "O ritmo de trabalho é intenso, e teremos apenas quatro dias entre uma temporada e outra", disse o produtor Nilton Pacheco. "A lona que está no Ceará já segue para João Pessoa (PB), e a que está em Natal já segue para outra cidade. Precisamos de pelo menos dez dias para deixar a estrutura pronta para receber o público e os artistas", informa. O circo é climatizado e sua lona acomoda até 2050 pessoas na plateia por sessão em cadeiras aveludadas. A estrutura agrega cerca de 200 toneladas de equipamentos, sendo 50 toneladas só das máquinas de ar-condicionado, e o comboio é composto mais de 100 veículos, entre carretas, caminhões, picapes, carros e trailers. "É tudo muito luxuoso. Considero os números do Tihany muito mais que uma apresentação de circo", garante Pacheco. Vale registrar que a duração da temporada depende do sucesso do espetáculo. Histórico Criado pelo húngaro Franz Czeisler em 1954 na cidade de Jacareí, interior de São Paulo, o circo foi batizado com o nome da cidade natal de seu fundador, que percorreu vários países para se aperfeiçoar na arte da magia antes de imigrar para o Brasil. Mais conhecido como "Tihany, o Mago dos Magos", Franz Czeisler completa 94 anos no próximo dia 28 de junho, e seu legado está a cargo do filho Richard Tihany - também ilusionista. "Nosso maior prazer é perceber a reação do público diante dos números apresentados. Não há nada mais excitante que fazer a fantasia virar realidade, nada é impossível!", declarou Richard, que estará em Natal a partir do dia 10 de julho para compartilhar sua experiência como mágico. Após a turnê pelo Nordeste, o Circo Tihany segue para o Sul do país. Amparado pela Lei Rouanet de incentivo à cultura, o Circo Tihany tem patrocínio da Cielo, SulAmérica Seguros e Nestlé, já passou 40 países e montou lona em mais de 600 cidades. "Mais de 80 milhões de pessoas já viram nossos shows", finaliza Richard Tihany. * Ingressos apartir R$ 20,00(vinte reais)

Nenhum comentário:

Postar um comentário